quinta-feira, 21 de janeiro de 2016



É veneno. Escorre. Enjoa. Sangra.
Aprisiona. Enlouquece. É veneno.
É veneno. Estraga. Caga. Estranha.
Duvida. Estraçalha. É veneno.

É veneno que cria piores tramas.
É veneno que queima apagando a chama.
Toda nossa paixão escorrendo
No ralo da pia, morrendo
São doses e doses 
De um mesmo veneno.

domingo, 3 de janeiro de 2016



To rindo na cara do nosso perigo
Dançando no risco daquele rabisco
Com traços de pixo  no prédio mais alto

Das cores das luzes que tem nosso olhar.

Se o certo é miragem,
Nos resta arriscar!